Boquinhas na Educação Inclusiva

O Método das Boquinhas foi aprovado como Tecnologia Educacional pelo MEC (2009 a 2012) e tem sido atestado como eficiente para alfabetizar e recuperar a alfabetização de crianças, jovens ou adultos, contribuindo para o aumento no IDEB de muitos municípios.

Sua fundamentação teórica é de base multissensorial, fonovisuoarticulatória (alfabetização que estimula o córtex cerebral motor pré-frontal), propiciando rapidez e segurança na associação do fonema ao grafema uma vez que é uma Metodologia Sintética, Concreta e Sinestésica e acrescenta o diferencial do articulema (boquinha), contribuindo para o real aprendizado e recuperação da leitura e escrita. Pode ser usada na íntegra, como Metodologia adotada pela escola, ou apenas como uma ferramenta de trabalho para a conversão grafofonêmica de algumas crianças.

O Método das Boquinhas é de fácil aplicabilidade e compreensão e tem sido utilizado em salas de aula com todas as crianças (alunos comuns e especiais). Ele traz grande e positivo impacto sobre os resultados na aprendizagem e na autoestima do professor e do aluno, desde as séries iniciais até o grupo da EJA. Resultado semelhante tem sido observado através do uso do método na terapêutica clínica visto que o Método das Boquinhas foi criado inicialmente para alfabetizar crianças disléxicas e especiais.

Sabemos que indivíduos com atrasos cognitivos e limitações na comunicação e socialização têm dificuldades diversas e outras características que os tornam aprendizes singulares. Problemas de saúde, comportamentais e de aprendizado podem ocorrer e variam em grau e tipo de indivíduo para indivíduo. Dentre as patologias incluídas mais frequentes destacam-se a Síndrome de Down e o Transtorno do Espectro do Autismo. O uso do Método das Boquinhas em indivíduos incluídos tem sido de grande sucesso, nas salas AEE e escolas especiais, devido ao fato do método estimulálos por meio dos diferentes canais sensoriais de uma maneira concreta e lúdica. Por ser uma metodologia de fácil compreensão e aplicabilidade, que respeita a aprendizagem individualizada, fornece elementos fundamentais e práticos para que esses alunos avancem no seu processo de aquisição da leitura e escrita, sendo estimulados desde o início de seu desenvolvimento.

A parceria entre a Fonoaudiologia e a Pedagogia tem trazido ganhos aos estudantes e à educação em geral. O mercado atual exige educadores com capacitação e fundamentação sobre alfabetização que possam atender e obter resultados para quaisquer tipos de alunos, favorecendo a inclusão e agilizando os processos de aprendizagem, contribuindo assim, para melhor desempenho acadêmico da escola e do município.

Com o objetivo de atender às expectativas dos inúmeros interessados em conhecer e treinarse para a aplicação de Boquinhas em indivíduos incluídos, elaboramos esse novo modelo de curso, condensado em 16 horas presenciais, com oficinas práticas para treino dos principais livros para alfabetizar pela metodologia Boquinhas. Como continuidade, o trabalho se desenvolverá no sistema de mentoring, em grupo de estudo de 3 meses por Whatsapp, com um mentor Multiplicador de Boquinhas, para aprofundamento dos conteúdos abordados no curso e mediação da prática.

Idealizadora do Método: Dra. Renata Savastano Ribeiro Jardini

Dra. pela UNICAMP/Campinas, Faculdade de Ciências Médicas (2007), Mestre (2004) pela mesma instituição e departamento; Psicopedagoga pela UNICEP/São Carlos (2004); Fonoaudióloga pela UNIFESP/São Paulo (1981).

Ministrante:

Viviani Guimarães

Público Alvo

Professores da rede municipal ou particular de educação infantil, ensino fundamental, pedagogos, psicopedagogos, psicólogos educacionais, fonoaudiólogos envolvidos com a educação especial.

Objetivo Geral

Proporcionar aos profissionais o conhecimento e treino da metodologia Boquinhas para crianças incluídas.

Programa do curso

1 – As principais patologias incluídas: Síndrome de Down e Autismo

  • Definição e diagnóstico;
  • O desenvolvimento infantil, neurológico e psicossocial;
  • A aquisição de fala e sua estimulação;
  • A aprendizagem na inclusão;
  • O papel da família e da escola;
  • Avaliação prévia da aprendizagem;
  • Provinhas e sondagens Boquinhas.

2 – Os pré-requisitos neurolinguísiticos para alfabetização

  • Consciência corporal;
  • Cognição – aprendizagem;
  • Processamento visual;
  • Processamento visuoespacial;
  • Processamento visuomotor;
  • A caligrafia e suas implicações;
  • Processamento auditivo;
  • O treino e importância da consciência fonológica e fonêmica.

3 – O Método das Boquinhas e a alfabetização

  • Boquinhas e a consciência fonoarticulatória;
  • O trabalho com as vogais: passagem da hipótese de escrita pré-silábica para silábica;
  • Filmes e discussões dos entraves encontrados no dia a dia em sala de aula;
  • As letras e articulemas L-P-V-T: hipótese de escrita silábica-alfabética;
  • As letras M-B-N-F-D e o erro como ferramenta de trabalho;
  • O trabalho dos articulemas C/QU-R/RR-G-r-J-S-X-Z-LH-NH;
  • As letras com oposição de sonoridade (surdas/sonoras);
  • As dificuldades ortográficas e as sílabas complexas;
  • Aglutinações e segmentações na escrita;
  • Adaptações de exercícios específicos para alunos incluídos.

Grupo de Mentoria - WhatsApp

  • Estudo sequencial e aprofundado dos conteúdos abordados no curso;
  • Discussão e assistência na prática dos alunos.

Metodologia:

Aulas expositivas teóricas e oficinas práticas do conteúdo apresentado e acompanhamento pós curso em mentoring.

Recursos Necessários:

  • Sala ou auditório com cadeiras;
  • Projetor datashow com micro computador;
  • Sistema de som para microfone e multimídia;
  • A Autora disponibiliza a Apostila Digital, este que o contratante deverá enviar aos participantes matriculados no curso, até 1 semana antes do evento acontecer.
  • Certificado Digital registrado e validado em nossa empresa.

Cronograma:

A ser definido de comum acordo entre as partes envolvidas, num total de 50 horas, sendo 16 presenciais. Certificado de 50 horas.

Empresa:

Boquinhas Aprendizagem e Assessoria Ltda – ME, estabelecida a Rua Hermínio Pinto, nº 6-38, Jardim Higienópolis, Bauru / SP – CEP: 17.013-201 CNPJ: 09.508.047/0001-35, Inscrição Municipal 513875 e Inscrição Estadual 209.445.841.111.